Airbag: saiba tudo sobre esse mecanismo de segurança veicular

O airbag é um equipamento extremamente importante para a segurança do motorista e também do(s) passageiro(s) de um veículo. 

Neste artigo, vamos esclarecer algumas dúvidas comuns sobre essa tecnologia, como por exemplo: quais são os tipos de airbags que existem? De que forma eles são acionados? O que fazer após uma batida?

Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

 

O que é airbag e como funciona?

Traduzido do inglês, o nome airbag significa bolsa de ar e é instalado em veículos com o principal objetivo de minimizar lesões em acidentes, sendo considerado um dos mecanismos de segurança mais importantes para a prevenção de ferimentos graves em acidentes de carro.

Desde 2014, a tecnologia conta como acessório obrigatório em todos os veículos zero quilômetro e é acionada em situações de emergência, como em batidas ou desacelerações bruscas. 

Basicamente, o airbag se parece com uma almofada e é feito de nylon. Dentro do material, há um dispositivo que possui um gás capaz de formar uma reação química e encher essa almofada em situações de emergência. Dentre os componentes mais utilizados para o acionamento da tecnologia estão a azida de sódio e o nitrato de guanidina.

Para saber como funciona o airbag, é necessário compreender que o equipamento está conectado com todos os mecanismos internos do veículo. Entenda:

Quando ocorre uma parada muito brusca ou até mesmo uma batida, a ativação do equipamento acontece para que as pessoas que estão dentro do veículo não sofram tanto com o impacto e apenas as estruturas do carro tenham danos.

Em resumo, o funcionamento do airbag é dividido em três etapas:

 

1. Ativação

Como citamos anteriormente, em casos de batidas ou paradas bruscas, o sistema do airbag é ativado e o dispositivo infla a bolsa (ou “almofada”).

 

2. Enchimento

No momento em que a ativação ocorre, algumas substâncias como a azida de sódio e o nitrato de guanidina são liberadas e infla o airbag, causando a explosão instantânea e o enchimento da bolsa. Esse enchimento é extremamente rápido, podendo acontecer em trinta milésimos de segundo.

O volume de gases de um airbag comporta varia de acordo com o modelo do carro, podendo chegar até 90 litros.

 

3. Esvaziamento

Na terceira e última etapa, o airbag é esvaziado rapidamente para não causar lesões graves ou até mesmo asfixia nos passageiros do veículo. 

Dessa forma, os gases são liberados de forma automática através de furos no airbag automático.

 

Quando surgiu o airbag?

O caminho do primeiro airbag para as versões que conhecemos no dia de hoje é longo.

O primeiro modelo foi criado pelo americano John W. Hetrick, no ano de 1952, mas apenas em 1987 o sistema de segurança foi anunciado ao mundo.

Aqui no Brasil, a tecnologia demorou um pouco mais para ser lançada: o primeiro airbag no país surgiu em 1996 com o lançamento do Fiat Tipo 1.6.

 

 

Tipos de airbag

Com o passar dos anos, o airbag sofreu modificações para tornar um equipamento ainda mais seguro para o motorista e os demais passageiros do veículo.

Atualmente, são seis os modelos mais comuns disponíveis no mercado. Confira:

  • Duplo frontal (do motorista e passageiro): O tipo obrigatório e mais comum. Está localizado no painel em frente ao motorista e ao banco do passageiro ao lado com a função de proteger o peito do motorista/passageiro;
  • Lateral: Pode estar presente em toda a lateral do veículo ou apenas na parte dianteira. Tem como objetivo de salvar a parte lateral do corpo dos ocupantes do veículo;
  • Cortina: Airbag localizado nas janelas do veículo, diminuindo impactos na cabeça em acidentes laterais, além de ajudar a proteger os ocupantes de possíveis cactos de vidro;
  • Central: Mecanismo acoplado entre os bancos dianteiros para evitar que os passageiros choquem entre si durante uma colisão;
  • Traseiro: Localizado no encosto dos bancos traseiros para proteger a cabeça dos passageiros em batidas na parte de trás do veículo;
  • Airbag de joelho: Ainda pouco conhecida no Brasil, essa tecnologia tem como função proteger as pernas do motorista do impacto contra a coluna de direção do veículo.

 

Airbag tem prazo de validade?

Agora que você sabe o que é airbag e conhece os seus tipos no veículo, você deve estar se perguntando: essa tecnologia tem validade?

A resposta é: depende. No geral, o airbag não possui validade, mas, como se trata de um equipamento de segurança, é indicado que seja realizada uma manutenção a cada 10 anos.

Além disso, é importante estar atento à luz de aviso do airbag presente no painel de instrumentos do carro. Quando ela estiver acesa é um indício de que há alguma falha no mecanismo. Nesse caso, é necessário realizar a manutenção imediatamente.

 

Luz de airbag no painel do veículo

 

 

Como é a manutenção após acidentes?

Caso você tenha passado por uma batida onde o airbag foi acionado, o mesmo deverá passar por manutenção.

Neste caso, certifique-se que todo o sistema seja substituído: volante, painéis, bolsas, módulo de diagnóstico, sensores, cinto de segurança, cabos e chicotes.

 

O que diz a lei 

De acordo com o artigo 105, VII do Código de Trânsito Brasileiro, o airbag duplo frontal é um equipamento de uso obrigatório no veículo, estabelecido pelo Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

No entanto, essa obrigatoriedade só foi instituída pela Lei nº 11.910 de 2009, que trouxe as seguintes consequências:

  • A exigência em veículos anteriores a 2019 começou a valer em 2014;
  • A partir de 2014, então, todos os veículos (antigos ou zero quilômetro) passaram a ter que contar, obrigatoriamente, com a tecnologia do airbag duplo frontal;
  • A exigência do airbag não se aplica aos veículos de exportação.

 

Informação de qualidade está no blog da Automax!

Se este artigo foi útil para você, compartilhe-o em suas redes sociais!